Influências da espiritualidade em pessoas que estão em processo de luto antecipatório

Fabíola Langaro, Bárbara Bretzke Araújo, Luana Cristina Boldt, Marley Christian Tavares da Costa

Resumo


A pesquisa partiu da compreensão integral da saúde do sujeito, ou seja, de que o ser humano é constituído como um ser bio-psico-socio-espiritual e que luto antecipatório é o processo vivido por pacientes entre o diagnóstico de uma doença grave e a morte propriamente dita, como uma reação às perdas deste período. Trata-se de um estudo exploratório de abordagem qualitativa, que objetivou conhecer as influências da espiritualidade nos processos de luto antecipatório. Foram entrevistados quatro pacientes atendidos em um hospital geral privado e que tinham diagnóstico de doenças graves, progressivas e ameaçadoras da continuidade da vida. Os dados foram coletados por meio de entrevistas semiestruturadas e posteriormente analisadas por categorias temáticas. A análise levou à elaboração das seguintes categorias: “O diagnóstico a experiência do adoecimento”; “O impacto do adoecimento nas relações”; “Experiências de espiritualidade”; e às subcategorias: “A espiritualidade como recurso de enfrentamento ao luto antecipatório”; “Apoio espiritual” e “A espiritualidade como transformadora no significado da morte”. Constatou-se que a experiência da espiritualidade já existia nos participantes antes do adoecimento, porém que esta se intensificou após o diagnóstico e passou a constituir-se enquanto recurso de enfrentamento ao adoecimento e ao luto antecipatório vivenciado nesse processo. A espiritualidade, assim, opera nesses participantes como geradora de força, valorização da vida, autorreflexão, motivação para o tratamento e manutenção de qualidade de vida de pacientes e familiares, sendo também ferramenta que possibilita a compreensão da morte como parte da vida.


Palavras-chave


luto antecipatório; espiritualidade; psicologia; enfrentamento

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.